Dicas de Passeios e Roteiros voltar
*Luis Carlos Negri
21/03/2011 - Estância Turística de Holambra:
Holambra o ano todo!
Década de cinquenta, pós guerra (2ª guerra mundial), havia uma necessidade imensa de lugares para sobrevivência das famílias no mundo todo, principalmente do europeu, já que a Europa foi o palco principal dos combates. O governo holandês, através da Associação Neerlandesa dos Lavradores e Horticultores Católicos numa tentativa de ajudar algumas famílias, financiou a vinda deles ao Brasil. Depois de uma viagem exaustiva da Holanda para Recife, depois até São Paulo finalmente chegaram a região de Jaguariúna, macro região de Campinas.


Começaram com a criação de gado e agricultura, mas o solo desgastado da região foi um empecilho. Mesmo com essa pedra no caminho eles continuaram tentando e na década de sessenta as flores desabrocharam dando vida nova a esse povo que havia sofrido tanto em busca de um futuro melhor para seus filhos. Surgia “A Cidade das Flores”, Holambra, uma união dos nomes de Holanda, América e Brasil. Em 27 de outubro de 1991, o povoado se desmembrou e se tornou a data oficial de fundação da cidade.


A EXPOFLORA, exposição dos resultados do trabalho desse povo, deu conotação nacional e mundial a pequena cidade, com 15.000 habitantes aproximadamente, metade vivendo no campo. Essa feira que acontece nos mês de setembro faz a população local dobrar, mas, trás uma dúvida ao turista e uma pergunta que já escutei muito – Só tem isso para fazer em Holambra?


Passear nessa cidade deveria ser obrigatório a todo ser humano que tenha necessidade de uma vida pacata, além das flores Holambra tem vida o ano todo, e lá, assim que se passa o portal de entrada da cidade, há muito que visitar.

Um alambique, onde se pode provar uma verdadeira cachaça ou um café feito no fogão a lenha; restaurante na beira do lago; loja de doces irresistíveis, até para quem não gosta muito de doces; comércio central em estilo de pequenos povoados, bem aconchegante;  museu que conta toda história desse povo através de fotos, desde a chegada aqui no Brasil, objetos de uso da época até mesmo uma casa usada pelos primeiros colonos.


Há também um típico restaurante Holandês, com direito a “cheff holandês” e uma torta de maçã divina; fazenda de criação de jacarés; local para cavalgadas, incluindo a Cavalgada da Lua Cheia e claro flores.

Antes de sair da cidade, visite o Moinho Holandês, se tiver a sorte que eu tive, vão ser recebidos por dois holandeses, que, com a maior boa vontade e paciência irão te explicar todos os detalhes do funcionamento dessa indústria de moer grãos e se emocione ao ver as pás começarem a virar com a força de vento, uma energia limpa e ecologicamente correta. Sinta-se na Holanda.


O Moinho Holandês de Holambra, chamado Povos Unidos, com seus 38,5 metros de altura (9 andares)e pesando mais de 90 toneladas, é o maior moinho da América Latina. O moinho foi construído em 2008 de acordo com os moinhos na província Holanda do Sul. O Moinho Povos Unidos é uma réplica fiel de um tradicional moinho holandês moedor de grãos.
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Holambra


Texto e fotos de Luis Carlos Menezes Negri, autorizada a divulgação pelo site www.cidadespaulistas.com.br e associados


Navegador: Holambra
  • Distância da Capital, dados e localização
• Como chegar e programa de calculo de pedágio
• Conheça a região e suas cidades
• Distância entre cidades da região