Mapas temáticos, regiões e cidades> Usinas Hidrelétricas
 
Uma usina hidrelétrica tem como finalidade a geração de energia elétrica, através do aproveitamento do potencial hidráulico existente em rios.

Uma usina hidrelétrica pode ser definida como um conjunto de obras e equipamentos cuja finalidade é a geração de energia elétrica, através do aproveitamento do potencial hidráulico existente em um rio.

O potencial hidráulico é proporcionado pela vazão hidráulica e pela concentração dos desníveis existentes ao longo do curso de um rio. Isto pode se dar:
• De forma natural, quando o desnível está concentrado numa cachoeira;
• Através de uma barragem, quando pequenos desníveis são concentrados na altura da barragem;
• Através de desvio do rio de seu leito natural, concentrando-se os pequenos desníveis nesse desvio.

Basicamente, uma usina hidrelétrica compõe-se das seguintes partes:
• Barragem;
• Sistemas de captação e adução de água;
• Casa de força;
• Sistema de restituição de água ao leito natural do rio.

Cada parte se constitui em um conjunto de obras e instalações projetadas harmoniosamente para operar, com eficiência, em conjunto.

A água captada no lago formado pela barragem é conduzida até a casa de força através de canais, túneis e/ou condutos metálicos. Após passar pela turbina hidráulica, na casa de força, a água é restituída ao leito natural do rio, através do canal de fuga.

Dessa forma, a potência hidráulica é transformada em potência mecânica quando a água passa pela turbina, fazendo com que esta gire, e, no gerador - que também gira acoplado mecanicamente à turbina - a potência mecânica é transformada em potência elétrica.

A energia assim gerada é levada através de cabos ou barras condutoras dos terminais do gerador até o transformador elevador, onde tem sua tensão (voltagem) elevada para adequada condução, através de linhas de transmissão, até os centros de consumo.

Daí, através de transformadores abaixadores, a energia tem sua tensão levada a níveis adequados para utilização pelos consumidores.
 
Passe o mouse nos ícones, no mapa abaixo, para saber os nomes das Usinas.
 
Usina Monjolinho - CPFL Usina Henry Borden - EMAE Usina Rasgão - EMAE Usina Porto Góes - EMAE Usina Jurumirim - Duke Energy Usina Chavantes - Duke Energy Usina Salto Grande - Duke Energy Usina Canoas II - Duke Energy Usina Canoas I - Duke Energy Usina Capivara - Duke Energy Usina Taquaruçu - Duke Energy Usina Eng. Sérgio Motta (Porto Primavera) - CESP Usina Três Irmãos - CESP Usina Ilha Solteira - CESP Usina Marimbondo - FURNAS Usina Rosana - Duke Energy Usina Jaguari - CESP Usina Paraibuna - CESP Usina Eng. Souza Dias (Jupiá) - CESP Usina Mario Lopes Leão (Promissão) - AES Tietê Usina Nova Avanhandava - AES Tietê Usina Limoeiro - AES Tietê Usina Salto do Pinhal - CPFL Usina Esmeril - CPFL Usina Três Saltos - CPFL Usina Santana - CPFL Usina Capão Preto - CPFL Usina Mogi Guaçu - AES Tietê Usina Gavião Peixoto - CPFL Usina Euclides da Cunha - AES Tietê Usina Água Vermelha - AES Tietê Usina Lençois - CPFL Usina Caconde - AES Tietê Usina Ministro Álvaro de Souza Lima (Bariri) - AES Tietê Usina Barra Bonita - AES Tietê Usina Eloy Chaves - CPFL Usina Porto Colômbia - FURNAS Usina Ute Carioba - CPFL Usina Jaguari - CPFL Usina Cariobinha - CPFL Usina Salto Grande - CPFL Usina Americana - CPFL Usina Ibitinga - AES Tietê Usina Luiz Carlos Barreto de Carvalho (Estreito) - FURNAS Usina Chibarro - CPFL Usina Socorro - CPFL Usina Dourados - CPFL Usina São Joaquim - CPFL Usina Buritis - CPFL Usina Pinhal - CPFL
 
Empresa Geradora
Usina
Cidade
Capacidade
EMAE
Henry Borden
889 MW
EMAE
Rasgão
22 MW
EMAE
Porto Góes
11 MW
Duke Energy
Jurumirim
98 MW
Duke Energy
Chavantes
414 MW
Duke Energy
Salto Grande
74 MW
Duke Energy
Canoas I
81 MW
Duke Energy
Canoas II
72 MW
Duke Energy
Capivara
619 MW
Duke Energy
Taquaruçu
526 MW
Duke Energy
Rosana
353 MW
CESP
Ilha Solteira
3.444,0 MW
CESP
Eng. Souza Dias - Jupiá
1.551,2 MW
CESP
Eng. Sérgio Motta - Porto Primavera
1.540 MW
CESP
Três Irmãos
807,50 MW
CESP
Paraibuna
85 MW
CESP
Jaguari
27,6 MW
AES Tietê
Água Vermelha
1.396,20 MW
AES Tietê
Ministro Álvaro de Souza Lima - Bariri
143,10 MW
AES Tietê
Barra Bonita
140,76 MW
AES Tietê
Caconde
80,40 MW
AES Tietê
Euclides da Cunha
108,80 MW
AES Tietê
Ibitinga
43,83 MW
AES Tietê
Limoeiro
32,20 MW
AES Tietê
Mogi-Guaçu
3,6 MW
AES Tietê
Nova Avanhandava
115,8 MW
AES Tietê
Mario Lopes Leão - Promissão
88 MW
CPFL
Americana
30 MW
CPFL
Cariobinha
1,30 MW
CPFL
UTE Carioba
32 MW
CPFL
Burutis
0,8 MW
CPFL
Capão Preto
5,52 MW
CPFL
Monjolinho
0,60 MW
CPFL
Santana
4,32 MW
CPFL
Chibarro
2,28 MW
CPFL
Dourados
10,8 MW
CPFL
Eloy Chaves
19,0 MW
CPFL
Salto do Pinhal
0,58 MW
CPFL
Pinhal
6,80 MW
CPFL
Esmeril
5,0 MW
CPFL
Gavião Peixoto
4,11 MW
CPFL
Jaguari
11,80 MW
CPFL
Lençois
1,68 MW
CPFL
São Joaquim
8,05 MW
CPFL
Salto Grande
4,55 MW
CPFL
Socorro
1,0 MW
CPFL
Três Saltos
0,64 MW
FURNAS - Eletrobrás
Luiz Carlos Barreto de Carvalho - Estreito
1.050 MW
FURNAS - Eletrobrás
Marimbondo
180 MW
FURNAS - Eletrobrás
Porto Colômbia
320 MW
Todos os mapas apresentados aqui, são de caráter informativo e estão sujeitos à confirmação.
É proibida a reprodução destas imagens, exceto com autorização fornecida pela Opy Editora Ltda.

Fontes consultadas: EMAEDuke EnergyCESPAES TietêCPFLFURNAS • 2008