HOME | Principais Cidades de São Paulo | Regiões e Cidades | Turismo e Cultura | Mapas Temáticos | Artigos | Mapa do Site
 
  Sertãozinho: Geração de energia através
do bagaço da cana
 
 
Para saber mais sobre a cidade
e outras conveniências:
Distância da capital: 335 km
A cidade
Números
Como chegar
Distância entre as cidade da região
Mapas Temáticos - Índice
     

Sertãozinho ocupa uma área de 418 Km2, sendo apenas 35 km2 de área urbana. Está a 335 km da capital do Estado e tem acesso pelas rodovias Attilio Balbo e Armando de Salles Oliveira.

Antônio Malaquias Pedroso, mineiro, é considerado o principal fundador de Sertãozinho. Em 1876, ele fez a doação de 12 alqueires e meio de suas terras, em torno de sua residência, para Nossa Senhora Aparecida, reservando para si, uma área de 8 mil m².Bem próximo de sua casa, no lugar atualmente denominado “Praça 21 de Abril”, na qual está localizada a Igreja Matriz Nossa Senhora Aparecida, Antônio Malaquias Pedroso ergueu uma capelinha em louvor à Santa. Outras doações de terra aumentaram o patrimônio de Nossa Senhora Aparecida, que chegou a 148 alqueires e cuja posse foi efetivada pelos sertanejos Antônio José Rodrigues e Manoel Jacinto de Pontes e pelo negro africano conhecido como Pai Chico, no dia 21 de julho de 1880, através de uma escritura pública outorgada no 1º Cartório de Ribeirão Preto.

O núcleo de povoação foi elevado ao Distrito de Paz, com o nome de Freguesia da Aparecida de Sertãozinho. Já o município, foi instalado no dia 21 de abril de 1897. A primeira denominação de Sertãozinho foi “Capela”, passando posteriormente para “Engenho Nossa Senhora Aparecida de Sertãozinho”, “Aparecida de Sertãozinho” e, finalmente, “Sertãozinho”. A Comarca de Sertãozinho foi instalada em 12 de dezembro do mesmo ano.

A principal modalidade esportiva praticada em Sertãozinho é o Hóquei Sobre Patins, em decorrência da qual surgiram as Corridas Sobre Patins e a Patinação Artística. A cidade possui várias equipes de Hóquei, masculinas e femininas, de diversas categorias, que disputam campeonatos locais, regionais, estaduais, nacionais e internacionais. A cidade conta com o Ginásio Municipal Pedro Ferreira dos Reis, o Conjunto Poliesportivo João Mauro Miessa, o Centro Olímpico Maia Zeferina Rodrigues Baldaia, o Complexo Poliesportivo Edgard Dega Gonçalves e Estádios Municipais.

A cidade de Sertãozinho mantém algumas tradições culturais, entre elas, a Corporação Musical União Municipal, conhecida simplesmente como “Banda”, que se apresenta aos domingos à noite, no coreto da Praça 21 de Abril, além de participar de desfiles, procissões e comemorações diversas.

A Corporação Musical tem sede própria, aberta ao público, na qual realiza cursos e eventos sociais, artísticos e culturais. Sertãozinho possui também diversos corais infantis, adultos, escolares e religiosos, que constantemente dão mais brilho aos mais importantes eventos da cidade. As principais atividades culturais do município têm como pólo

 
aglutinador o Teatro Municipal Profª Olympia Faria de Aguiar Adami, uma das casas de espetáculo melhor aparelhadas do interior do País, mantenedora de uma permanente escola de artes cênicas e da Mostra de Teatro, que se realiza anualmente.

Sertãozinho não é dotada de belezas naturais capazes de configurá-la como cidade turística. Mas, por força de sua pujança econômica, acaba sendo pólo do chamado “turismo de negócios”. Além das 5 usinas de açúcar, 8 destilarias de álcool e engenhos de fabricação de aguardente, a cidade vem ganhando destaque pela agricultura natural, que garante a produção de açúcar, café, cachaça e sucos orgânicos, de enorme aceitação no mercado internacional. A produção de energia elétrica, a partir da biomassa da cana-de-açúcar, também vem rendendo dividendos importantes para a cidade, bem como outros produtos termo-elétricos que estão fazendo Sertãozinho andar na contra-mão da crise energética que envolve o País.


Sertãozinho possui 34 unidades de ensino na rede municipal: 14 escolas de ensino fundamental, 20 escolas de educação infantil, sendo 9 creches. Na rede estadual, existem 11 escolas. No ensino particular, há 19 escolas e duas faculdades: FASERT e SEMAR. Existem também 2 escolas públicas profissionalizantes: o CEFET (Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo) e o Centro de Treinamento SENAI “Ettore Zanini”.

A cidade de Sertãozinho é dotada de um hospital público, a Santa Casa, que é considerada modelo pelo seu padrão de atendimento e completa infra-estrutura, capacitada a atender tanto pacientes do SUS - Sistema Único de Saúde, quanto conveniados e particulares. Além de possuir 10 UBS (Unidades Básicas de Saúde) modernas e bem equipadas, algumas das quais funcionando como pequenos hospitais, Sertãozinho possui ambulatórios médicos das mais diferentes especialidades, um serviço Médico local - a Sermed - e uma prestadora de serviços médicos de âmbito nacional - a Unimed. Somados aos laboratórios de análises de diversas especialidades, ao Laboratório de Análises Clínicas Municipal Vicente de Paulo Balleotti, à Farmácia Municipal Celso Magon, aos estabelecimentos e comércio de afins.


A produção em Sertãozinho de açúcar, soja, café e laranja orgânicos, batizada de “agricultura do futuro”, é um importante segmento econômico, bem como a geração de energia elétrica a partir do bagaço da cana.

 
Fontes consultadas: Fundação SEADE • Investimentos.SP - 2008