HOME | Principais Cidades de São Paulo | Regiões e Cidades | Turismo e Cultura | Mapas Temáticos | Artigos | Mapa do Site
 
  Catanduva: 90% da produção nacional
de ventiladores de teto
 
 
Para saber mais sobre a cidade
e outras conveniências:
Distância da capital: 385 km
A cidade
Números
Como chegar
Distância entre as cidade da região
Mapas Temáticos - Índice
     
Catanduva está localizada na região noroeste do Estado, a 385 km da capital, 291 km do Aeroporto de Viracopos e 455 km do Porto de Santos.

O município é servido por estradas estaduais, como a SP-310 Rodovia Washington Luiz, que leva à capital paulista, e por rodovias secundárias, como a SP-351 Rodovia Comendador Pedro Monteleone (Rodovia da Laranja) e a SP-321 Cesário José de Castilho, que ligam aos municípios de Ribeirão Preto e Bauru, respectivamente. É servido, ainda, pela ligação ferroviária entre Santa Fé do Sul/Rubinéia, na fronteira do Mato Grosso do Sul, com o Porto de Santos, o que facilita o escoamento da produção de soja do centro-oeste do país.

Catanduva tem um aeroporto municipal, que apenas permite a operação de aviões pequenos e helicópteros. Entretanto, a cerca de 60 km de distância, fica o aeroporto de São José do Rio Preto, de porte médio, cujo movimento, em 2001, totalizou mais de 22 mil aeronaves.

O plantio agrícola local é pouco diversificado e a cultura mais importante é a da cana-de-açúcar, seguida da laranja. O município situa-se em um dos pólos canavieiros paulistas, que compreende mais de 35 usinas em um raio de 120 km, produzindo açúcar e álcool. A exploração comercial de seringais, introduzida recentemente, provoca alterações no perfil industrial da região, que hoje já sedia uma das grandes empresas mundiais de processamento de látex.

A pecuária, de corte e leiteira, predomina sobretudo nas proximidades de Araçatuba.

No que diz respeito à indústria, merece destaque a elevada produção local de ventiladores de teto, que representa 90% da produção nacional, e é um setor que se desenvolve para o comércio externo. Por sua vez, a Cocam fabrica 14% do café solúvel do país e exporta grande variedade de café instantâneo e extrato de café. É a única no Brasil a produzir cafés descafeinados e cafeína pura.

Catanduva conta, atualmente, com quatro distritos industriais: Distrito Industrial I (Antônio Boso), Distrito Industrial II (Antônio Zaccaro), Distrito Industrial III (Giordano Mestrinelli) e Distrito Industrial IV (Pedro Luís Boso). Abrigam 279 empresas ligadas aos seguintes setores: vestuário, calçados, metalurgia, mobiliário, editorial e gráfica, alimentos, mecânica, madeira, plásticos, perfumaria, sabão e vela. Os distritos possuem rede de água e coleta de esgoto, porém sem nenhum tipo de tratamento. Apenas a Cocam e as usinas dispõem de tratamento próprio de esgoto, por meio de lagoas de estabilização. Em conjunto com a Câmara Municipal, a Prefeitura desenvolve projeto de incubadora de empresas.

Entre as principais empresas sediadas no município, estão fabricantes de ventiladores e exaustores, como Novelli, Tron, Arge, Loren Sid e Venti Delta, e também: Lucy Panham Boelli (lustres para ventiladores), Agropec (máquinas agrícolas), Nort (fogões industriais), Cleo Line (móveis de aço), Mda (montagens industriais), Pvsil (mangueiras para jardins), Aemco (eletrônicos), Zerlux (extratores de
suco, churrasqueiras), Mustang Pluron (produtos de limpeza), Probem (produtos farmacêuticos), São Domingos (gráfica), Cambuy (confecções), Set Jeans (confecções), Matilat (laticínios), J. Marino (alimentos), Cibel (óleos vegetais), Citrovita (cítricos), Cocan (café solúvel) e as Usinas Cerradinho e São Domingos (açúcar e álcool). A maioria exporta seus produtos para outros países.
 

No setor de comércio, destacam-se as micro e pequenas empresas, que representam cerca de 90% do total de estabelecimentos.

Na área educacional, Catanduva abriga muitas escolas de ensino fundamental e médio. Possui também quatro faculdades, a saber: Faculdade de Administração de Empresas – Faeca, Escola Superior de Educação Física e Desportos de Catanduva – Esefic, que oferece também pós-graduação; Faculdade de Medicina de Catanduva– Fameca e a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Catanduva – Fafica, com 12 cursos de graduação, entre eles Odontologia, Comunicação Social e Direito. Além disso, existe a Escola Técnica Elias Nechar, com cursos profissionalizantes nas mais diversas modalidades, e unidades do Sesi e do Senac, que garantem a qualificação da mão-de-obra catanduvense.

O município oferece quatro hospitais, com destaque para: Hospital Padre Albino, da Fundação Padre Albino (entidade filantrópica), que é o principal centro cirúrgico aparelhado de Catanduva; e Hospital-Escola Emílio Carlos, ligado à Faculdade de Medicina. A população local pode recorrer, também, ao sofisticado sistema de saúde de São José do Rio Preto.

Há 33 conjuntos habitacionais populares, num total de mais de 5 mil unidades destinadas à população de média e baixa renda.

Para lazer e diversão, a população pode desfrutar de conjuntos esportivos, praças, Bosque Municipal, Recanto de Exposições, biblioteca, Museu da Imagem e do Som, cinemas, Teatro Municipal, Casa da Cultura, Casa do Artesão e outros equipamentos. Há, também, cinco clubes recreativos, entre eles o Clube de Tênis Catanduva, onde se praticam diversas modalidades esportivas.

Além disso, existe um shopping center em funcionamento, o Garden Catanduva Shopping, de porte médio, e outro, que terá um apart hotel anexo, em construção.

A cidade oferece uma boa rede hoteleira aos visitantes, havendo instalações para eventos e convenções nos hotéis Colonial e Reisper, além do Clube Dos 300 e da Associação Comercial e Industrial de Catanduva – Acic.

Existem 16 agências bancárias na cidade e serviços de locação de veículos. Há 21,2 terminais telefônicos para cada grupo de 100 habitantes e serviços de telefonia celular móvel. Há uma emissora local de TV e cinco provedores de acesso à Internet (Zup, Terra, Uol, Aol, Net).
Em 2002, Catanduva recebeu do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae o prêmio de "Prefeitura Empreendedora", pelos projetos sociais para geração de emprego e renda implantados no município, como: frentes de trabalho, diversas cooperativas (corte e costura, feira livre, horta orgânica, coleta seletiva de lixo, fabricação de congelados, serviços de limpeza) e outros.

Para atrair novos empreendimentos, a Prefeitura oferece incentivos, como: doação de terrenos para instalação de empresas, isenção de impostos (IPTU e ISS) e obras de infra-estrutura.

 
Fontes consultadas: Fundação SEADE • Investimentos.SP - 2008