HOME | Principais Cidades de São Paulo | Regiões e Cidades | Turismo e Cultura | Mapas Temáticos | Artigos | Mapa do Site
 
  Botucatu: Cidade dos bons ares e das boas escolas
 
 
Para saber mais sobre a cidade
e outras conveniências:
Distância da capital: 230 km
A cidade
Números
Como chegar
Distância entre as cidade da região
Mapas Temáticos - Índice

 

 
     

Botucatu situa-se no sudoeste do Estado, a 230 km da capital, e conecta-se aos principais centros do país através das Rodovias Castelo Branco SP-280 e Marechal Rondon SP-300, ambas com pistas duplas. Também dispõe de acesso para Piracicaba, pela Rodovia Geraldo Pereira de Barros, e para Jaú, pela Rodovia João Melão. A ligação ferroviária é feita por meio da Malha Paulista (antiga Fepasa), alcançando, por meio de conexões com outras ferrovias, os portos do Rio de Janeiro, Santos e Paranaguá. Para o transporte de cargas, também pode ser utilizada a Hidrovia Tietê-Paraná, que atravessa o município.

O Aeroporto Estadual Tancredo Neves conta com pista pavimentada de 1.500 metros e balizamento noturno, possibilitando pouso e decolagem de aeronaves de médio e grande portes. Para conexões interestaduais e internacionais, podem ser utilizados os aeroportos de Bauru, a 90 km de distância de Botucatu, e o Aeroporto de Viracopos, em Campinas, a 167 km. Há quatro heliportos: um, no aeroporto local, e outros três, na Unesp, Duratex e Eucatex. Além disso, está sendo concluída a ligação do município com a rede de fibra óptica que atravessa o território paulista.

Botucatu compreende duas regiões, com diferentes altitudes e temperaturas: a Baixada, situada a leste e norte, entre 400 e 600 metros acima do nível do mar, com a maior bacia hidrográfica do município e pouco habitada; e o topo da Cuesta (Serra) de Botucatu, que fica entre 700 e 900 metros acima do nível do mar, com temperatura média de 19ºC (2º a 3ºC a menos que a da Baixada) e grande densidade populacional. Na maior parte do ano, principalmente à noite, sopra sobre a cidade uma brisa vinda da serra.

A Cuesta localiza-se numa Área de Proteção Ambiental, que ocupa 26% do território de Botucatu e oferece muitos atrativos a quem se aventura por suas trilhas, sendo que a paisagem é das mais compensadoras. O verde exuberante e o próprio relevo induzem a comparações inevitáveis, como a da formação rochosa conhecida como "Gigante Adormecido", que lembra uma pessoa deitada. São organizadas caminhadas ecológicas, que se constituem em longos passeios pelas regiões mais "hospitaleiras" da serra, onde já existem trilhas e picadas abertas, passando por rios, nascentes, minas e até cachoeiras. Nessas trilhas, realiza-se uma das mais tradicionais competições esportivas do país, o Enduro da Cuesta, válido para o Campeonato Paulista e Brasileiro de Motocross.

A água é um dos recursos naturais mais abundantes na região. O Aqüífero Guarani, imenso reservatório de água doce, considerado o maior do mundo em extensão contínua e com profundidade desconhecida, estende-se da Cuesta até a Patagônia. Com isso, o município acabou premiado com cerca de 80 quedas d'água, entre elas a Cachoeira da Martha, uma das preferidas dos praticantes de rapel (descida de cachoeiras), e a Cachoeira do Véu de Noiva, com um toboágua que deságua num tanque artificial abastecido pelo Rio Pardo.

A cidade possui outras importantes atrações turísticas, tais como: o Centro Histórico (com vários prédios tombados pelo patrimônio histórico, em especial a Catedral Metropolitana de Sant'Ana); o Museu Histórico e Pedagógico Engº Francisco Blasi; o Museu do Café (na Fazenda Experimental Lageado, da Unesp); o Museu do Boiadeiro; a estrada da Bocaina (para apreciar as ruínas da Igreja de São João Batista do Monte Sinai e o Morro do Peru, muito procurado por alpinistas); o Balneário Rio Bonito Campo e Náutica (para esportes aquáticos e passeio de barco, como o mini cruzeiro pelo Rio Tietê); a Igreja de Santo Antônio; o Teatro Municipal, onde se realiza o Festival de Inverno de Botucatu; além dos mirantes I, na Rodovia Alcides Soares, e II, na Rodovia Marechal Rondon. Entre os principais clubes recreativos, estão: a Associação Atlética Botucatuense (com quatro piscinas, quadras de tênis, artes marciais, futebol, escolinhas esportivas); a Associação Atlética Ferroviária (com seis piscinas, sendo três delas com toboágua, futebol, escolinhas esportivas); o Botucatu Tênis Clube (com três piscinas, sendo uma térmica, quadras de squash e tênis); e a Sociedade Hípica de Botucatu.

Em recente inventário turístico, realizado para elaboração do Plano Diretor para o Desenvolvimento do Turismo Sustentável de Botucatu, constatou-se a existência de um grande potencial de desenvolvimento na área, envolvendo turismo ecológico, turismo de aventura, ecoturismo, turismo de saúde, turismo histórico cultural, turismo náutico, turismo científico, turismo de eventos, turismo sobre trilhos, etc. Com o objetivo de desenvolver o turismo sustentável na microrregião, foi formado o Consórcio do Pólo Cuesta, para uma ação integrada de dez municípios pertencentes a essa APA.

O município caracteriza-se pela diversidade de atividades econômicas. Na área de transportes, são bastante expressivas a indústria aeronáutica, com a Neiva – fabricante de aviões de pequeno porte, como o agrícola Ipanema, e fornecedora de componentes para aviões a jato da Embraer – e empresas satélites ligadas a essa atividade; além da indústria de ônibus rodoviários de luxo (Irizar), ônibus urbanos (Induscar/Caio) e componentes para ônibus, automóveis e metrô (cerca de dez empresas).

Contando com uma grande base florestal e concentrando 40% da produção nacional de madeira reconstituída, Botucatu destaca-se também como importante pólo moveleiro no Estado. Tais vantagens, aliadas à excelente malha rodoferroviária, proporcionam grande competitividade às indústrias do ramo.

 

Além disso, visando aproveitar as potencialidades locais, decorrentes do fato de o município sediar o maior campus da Unesp, considerado um centro de alta tecnologia, a prefeitura busca parcerias com o setor privado, para maior crescimento da região.

Botucatu tem atualmente 201 empresas industriais, com mais de 4 mil empregos diretos, destacando-se: Duratex e Eucatex (chapas de madeira), Neiva/Embraer (aeronaves), Induscar/Caio (carrocerias de ônibus), LTM (chicotes elétricos para ônibus), Hidroplás e Bras-Hidro (ambas fabricantes de peças em fibra de vidro para automóveis), Moldmix (pastilhas sinterizadas de freios para a indústria automobilística), Ronchetti (móveis para praia), Staroup (confecções), CentroFlora/Anidro do Brasil (desidratação de alimentos e essências aromáticas para segmentos alimentícios e farmacêuticos), Marlite, Café Tesouro, ADL, Irbex, Concretex, Vetroresina, Fort Dovill, Quessada, Mercosul, Tecmolde, Zincopar, Paulista, Betamix, BlowPet, etc. Algumas delas também exportam seus produtos, como Duratex, Eucatex, Neiva/Embraer, Inzar, Centroflora/Anidro, Induscar/Caio, LTM e Moldmix.

No município, existem três distritos industriais em funcionamento, com 17 empresas instaladas e 18 em fase de implantação. Um deles, o Distrito Industrial III, localizado às margens da Rodovia Marechal Rondon, será ampliado. Além disso, a prefeitura, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – Fiesp, mantém uma incubadora de empresas, com dez boxes de 80 m2 cada.

No setor agrícola, a citricultura encontra-se em pleno desenvolvimento, enquanto na pecuária tem-se a criação de bovinos, suínos e aves, além de eqüinos, ovinos, muares, bubalinos e caprinos. A área de pastagem natural é de 16.000 hectares e a cultivada, de 26.000 hectares.

A Cidade das Boas Escolas concentra os principais cursos da área biomédica da Universidade Estadual Paulista Julio Mesquita Filho – Unesp, cujo campus é o maior entre os 15 existentes no Estado, com 2.500 alunos, 650 docentes, 3.500 funcionários e cursos nas áreas de Medicina (o mais disputado do país), Veterinária, Zootecnia, Biologia, Enfermagem, Ciências Agronômicas e Engenharia Florestal. Por sua vez, a Associação de Ensino de Botucatu – Unifac, escola de ensino superior privada, oferece dez cursos de graduação, entre eles Turismo e Universidade dos Maiores. Encontram-se em fase de instalação a Instituição Toledo de Ensino – ITE, a Faculdade de Tecnologia – Fatec e também a PUC, com cursos de pós-graduação. Ensino profissionalizante é oferecido pela Escola Técnica Estadual Industrial Domingos Minicucci Filho, e pelas unidades locais do Serviço Nacional do Comércio – Senac e do Serviço Nacional da Indústria – Senai.

Os centros de pesquisa mais relevantes localizam-se em unidades da Unesp de Botucatu: Faculdade de Ciências Agronômicas (Centro de Raízes Tropicais,Fundação de Pesquisas Agronômicas e Florestais, fazendas experimentais, como Lageado, Edgárdia e São Manuel); Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (Hospital Veterinário); Faculdade de Medicina (Centro de Metabolismo em Exercício e Nutrição, Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos); Instituto de Biologia (Centro de Microscopia Eletrônica, Centro de Assistência Toxicológica, Centro de Isótopos Estáveis Ambientais).

Reconhecida internacionalmente por seus índices favoráveis de qualidade de vida, Botucatu possui um sistema de saúde que compreende quatro hospitais (Hospital das Clínicas da Unesp – referência para toda a região, com 450 leitos –, Hospital Misericórdia Botucatuense, Hospital Regional Botucatuense e Hospital Psiquiátrico Prof. Cantídio de Moura Campos), quatro prontos-socorros, 13 postos de saúde, um Ambulatório Regional de Especialidades, além de clínicas que oferecem serviços especializados, como tomografia computadorizada, ultra-sonografia, mamografia, densitometria óssea, litotripsia, endoscopia e oncologia. Botucatu conta com 6,3 médicos para cada mil habitantes.

Existem, na cidade, dois condomínios residenciais de alto padrão, sendo que um terceiro encontra-se em fase de implantação. A rede de abastecimento de água e de coleta de esgotos, operada pela Sabesp, atende a quase toda a população botucatuense. O transporte público está a cargo de uma empresa concessionária, enquanto os serviços de coleta de lixo e de gerenciamento do aterro sanitário, em processo de licitação.

A rede hoteleira conta com hotéis confortáveis, equipados com salas de convenções. Eventos também podem ser realizados em outros locais, como nos quatro anfiteatros da Unesp e nos auditórios dos Colégios La Salle e Santa Marcelina.

O município dispõe, ainda, de 11 agências bancárias, além de 18,2 terminais telefônicos para cada grupo de 100 habitantes e serviços de telefonia celular móvel. As emissoras de TV locais são: TV Serrana (filiada a TV Educativa); TV Modelo – Sucursal Botucatu; e a Big TV – 614 TVC Interior (a cabo), em fase de instalação; e as retransmissoras MTV, Rede Família, Rede Vida, Rede Globo, Rede Record, Rede Bandeirantes, SBT e Rede Cultura. A cidade conta com os seguintes provedores de acesso à Internet: AOL, Laser Net, Terra, Botunet e NetStyle, os dois últimos filiados ao UOL.

Entre os incentivos municipais oferecidos para atrair novos empreendimentos, estão a doação de terrenos, com toda a infra-estrutura necessária, e a isenção de IPTU e do ISS por dez anos.

 
Fontes consultadas: Fundação SEADE • Investimentos.SP - 2008