HOME | Principais Cidades de São Paulo | Regiões e Cidades | Turismo e Cultura | Mapas Temáticos | Artigos | Mapa do Site
 
  Araras: A cidade do encantamento
 
 
Para saber mais sobre a cidade
e outras conveniências:
Distância da capital: 169 km
A cidade
Números
Como chegar
Distância entre as cidade da região
Mapas Temáticos - Índice

 

 

Situada a 169 km da capital, Araras cresce de forma ordenada, preservando seu principal atrativo, a qualidade de vida.

Amplas e modernas avenidas interligam as várias regiões da cidade. Quase 100% das vias públicas são pavimentadas e iluminadas com lâmpadas a vapor de sódio.

A cidade situa-se no maior entroncamento rodoviário da América Latina, entre as rodovias Anhangüera SP-330, Bandeirantes SP-348 e Washington Luiz SP-310, constituindo passagem obrigatória para os mais importantes centros consumidores do Brasil e do Mercosul. Dista 250 km de Santos, 76 km de Campinas, 110 km de São Carlos, 135 km de Ribeirão Preto, 537 km de Belo Horizonte e 830 km de Brasília.

O aeroporto local é um dos melhores da região, e, com a ampliação da pista, de 1200 para 1800 metros, o Daesp estuda a viabilidade de convertê-lo em aeroporto comercial. Araras dispõe também de heliportos, que estão localizados no Aeroporto Municipal, em empresas (Nestlé, Polti) e na Fazenda Santo Antonio.

Além disso, ao longo da via Anhangüera e de outras quatro rodovias que circundam a cidade, serão implantados 364 km de cabos de fibra óptica, como parte de uma ampla rede de comunicação que abrange toda a região sudeste e a interliga com as demais regiões do país e do mundo.

Com o objetivo de garantir o abastecimento de água na cidade, será construída uma nova barragem (projeto já concluído), na represa Hermínio Ometto, que vai possibilitar um aumento de 40% na quantidade armazenada. Quanto à energia elétrica, o município é atendido pela concessionária Elektro, podendo também utilizar a energia proveniente do gás, já que o Gasoduto Brasil-Bolívia passa por Araras.

A rede de abastecimento de água atende a toda a população e o esgoto domiciliar é integralmente tratado, evitando a poluição dos recursos hídricos, em especial do Rio Mogi Guaçu. A coleta de lixo é feita em todos os domicílios da área urbana, e também na zona rural. A Prefeitura vem incentivando as cooperativas de cidadania a implantar a coleta seletiva. A usina de reciclagem e compostagem de lixo existente é capaz de triar 70 toneladas de material por dia.

A Polícia Florestal e organizações não governamentais atuam na preservação do meio ambiente local. O Projeto Margem Verde, desenvolvido pela Associação de Proteção e Preservação Ambiental – APPA, em parceria com a Prefeitura, Estado, universidades e empresas, visa à recomposição da mata ciliar no Rio Araras, que desagüa no Mogi Guaçu. Já foram plantadas 600 mil mudas nativas, de um total de 1,6 milhão de mudas a serem plantadas até 2004. Uma das exigências para aprovar loteamentos na cidade é a de que, no mínimo, 15% sejam ocupados ou reservados para áreas verdes.

Importantes equipamentos culturais, como a Casa da Cultura (instalada em prédio idealizado por Vitor Dubrugas e construído em 1896), o Teatro Estadual de Araras (projetado por Oscar Niemeyer e construído em 1991) e a Biblioteca Municipal (projetada por Alfredo Mathias) incluem-se entre as atrações turísticas da cidade. Outros, ainda, são: a praça central, denominada Barão de Araras, possui um dos mais extensos jardins públicos do Brasil, a Igreja Matriz Nossa Senhora do Patrocínio; e o Lago Municipal, um conjunto de lazer com playground, quiosques, ciclovia, lago com sete jatos d'água e pedalinhos, além de restaurante. Em suas proximidades, fica o Ginásio Municipal de Esportes. A população conta ainda com vários clubes recreativos, uma hípica, quadras de tênis, um campo de golfe na Fazenda Santo Antonio e quatro pesqueiros (pesque-pague).

Localizado a 500 m da Via Anhangüera, o Shopping Happy Day, de pequeno porte, é uma das opções de lazer e compras da cidade. Em suas imediações, um shopping center, o Ribeirão das Araras.

Sua rede de saúde pública é uma das bem estruturadas do estado e modelo de gestão para o Brasil. Araras foi a idealizadora do Sistema Samu – Serviço Médico de Atendimento de Urgências, que, juntamente com o serviço de Resgate do Corpo de Bombeiros, garante socorro rápido e integrado às vítimas de ocorrências clínicas. A cidade tem cinco hospitais, totalizando mais de 1200 leitos. O Hospital São Luiz, mantido pela Santa Casa, é referência no país, dispondo, além dos setores convencionais, de serviços especializados, como o Centro de Hemodinâmica, o Centro de Hemodiálise e a UTI Neonatal. Em 2002, será concluído um novo hospital na zona leste, uma das regiões mais populosas do município, com cerca de 30 mil habitantes. Há também a Clínica Antonio Luiz Sayão, especializada em psiquiatria, e dois hospitais particulares, os dos convênios Pró-Saúde e Unimed. A cidade dispõe, ainda, de inúmeros postos de atendimento à saúde da família nos bairros e na zona rural, um ambulatório de especialidades médicas, e, pelo Centro Universitário Hermínio Ometto, atendimento nas áreas de odontologia e fisioterapia.

A qualificação da mão-de-obra local fica a cargo de escolas públicas e privadas que oferecem cursos técnicos na área industrial e comercial, como o Senai, a Escola Técnica Estadual Prefeito Alberto Feres, o Colégio Integrado São Francisco e a Escola Técnica de Comércio de Araras, além da Associação de Educação do Homem do Amanhã – Aehda, uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, que, com o apoio de mais de 300 empresas conveniadas, cria vagas para seus alunos, de até 18 anos.

Os principais setores de atividade econômica de Araras são: embalagens plásticas, alimentos, alumínio, fundição, móveis, marcenaria e confecções.

 
Em Araras, existem 6 creches, 15 escolas públicas de educação infantil, 23 escolas públicas de ensino fundamental/médio e diversas escolas particulares. Há também duas escolas especiais: a Apae, para deficientes mentais; o DADV, para deficientes auditivos e visuais; além de uma unidade exclusiva para portadores de múltiplas deficiências. Existem três instituições de ensino superior, com um total de 2.659 alunos matriculados: a Faculdade de Ciências e Letras – FCLA (cursos de letras, pedagogia, administração de empresas, direito, educação artística e geografia), a Universidade Federal de São Carlos – UFSCar (agronomia) e o Centro Universitário Hermínio Ometto de Araras – Uniararas (odontologia, enfermagem, biologia, farmácia, biomédicas, fisioterapia, psicologia, educação física e normal superior). Essas unidades oferecem também cursos de extensão universitária e pós-graduação. Dois institutos desenvolvem pesquisas tecnológicas: um, na UFSCar, sobre a cana-de-açúcar; e o outro, na Uniararas, sobre saúde bucal e meio ambiente. Está prevista, ainda, a construção de uma incubadora de empresas, que pretende priorizar, inicialmente, os ramos de alumínio, móveis e produtos agropecuários para cestas básicas.

No que diz respeito à segurança, a Guarda Municipal colabora com as Polícias Civil e Militar, disponibilizando um efetivo de 156 homens e mulheres, quiosques avançados nos bairros e sistemas de monitoramento por vídeo, em implantação, além de viaturas e equipamentos.

Em Araras, existem diversos condomínios de alto padrão, que oferecem, além de segurança, lazer a seus moradores, com áreas de esporte e recreação.

Há também diversos hotéis confortáveis. Para realização de eventos, simpósios, podem ser utilizados os auditórios das universidades locais e do Teatro Estadual, o salão nobre da Biblioteca Municipal, as salas de reuniões do Hotel Trade Garden e do flat Lagoa Serena, além dos salões de restaurantes e clubes.

A cidade dispõe de serviços e equipamentos modernos, como o controle eletrônico dos estacionamentos nas vias do centro do município, transporte coletivo eficiente, duas agências de correios e outros.

Os meios de comunicação de Araras compreendem cinco emissoras de rádio (duas AM e três FM), três jornais e uma revista, além de quatro retransmissoras de televisão e quatro provedores de acesso à Internet. Há 17,7 terminais telefônicos por 100 habitantes.

Há quatro distritos industriais em funcionamento, abrigando 250 empresas. Os distritos I, II e III ficam às margens da via Anhangüera, e o distrito IV, próximo à Rodovia Wilson Finardi SP-191. Encontra-se em fase inicial de construção o distrito V, também nas imediações da Anhangüera, com 103 alqueires.


As principais indústrias instaladas na cidade são: Nestlé, Usina São João, Usina Santa Lúcia, Sonoco For-Plas, Impressores de América (gráfica), Zurita (medicamentos), Torque, Sucorrico, Sonoco, Civesa, Rivera, Federal Mogul, Logoplaste, Macisa, Duraferro, Xandô, Polti, Sopro Divino, Cabrini, Beretta & Cia..

Apesar da diversificação do parque industrial de Araras, o pilar de sustentação de sua economia é a agroindústria. O cultivo da cana-de-açúcar representa 66% da produção agrícola local. As usinas São João e Santa Lúcia produzem, juntas, cerca de 5 milhões de sacas de açúcar e, em 2001, fabricaram quase 150 milhões de litros de álcool. Em cerca de 7% da área agrícola do município, o cultivo é de milho, soja, mandioca, café e, sobretudo, fruticultura, que cresce, graças à proximidade de centros consumidores como São Paulo, Campinas e Ribeirão Preto, voltando-se também para o mercado externo.

Tanto a agricultura como a pecuária, totalmente mecanizadas, buscam melhorar a qualidade e a produtividade. Na Fazenda Colorado, por exemplo, a produção de leite tipo A chega a 35 mil litros por dia. Araras, que possui cerca de 3 mil cabeças de gado de corte de raças valorizadas e rebanhos de excelente nível, dedica-se, agora, também à produção de matrizes.

As principais atividades voltadas para exportação são: equipamentos pesados, açúcar e suco de frutas. Os empresários locais têm o apoio de instituições como a Associação, Comercial – Acia, Industrial e Agrícola de Araras, que reúne mais de 1.200 empresas, o Sebrae, a Junta Comercial de Estado de São Paulo – Jucesp, a Câmara dos Dirigentes Lojistas – CDL e a Confederação das Indústrias do Estado de São Paulo – Ciesp. Anualmente, realiza-se, no mês de agosto, a Feira Agrocomercial e Industrial de Araras, que movimenta um público sempre superior a 100 mil pessoas. Diversas festas religiosas, populares e folclóricas, além da Italiararas, festa da comunidade italiana realizada em junho, atraem muitos visitantes à cidade.

Existem oportunidades de negócios no município relativas ao desenvolvimento do turismo local e à criação de centros de distribuição para grandes fornecedores das indústrias de Araras, para uma logística mais eficiente. Além disso, oportunidades em relação à transferência de serviços públicos – água, esgoto, lixo, limpeza urbana, transportes – para o setor privado.

Quanto a incentivos fiscais, Araras dispõe de um sistema de pontuação, estabelecido pelo Programa de Desenvolvimento Econômico Integrado de Araras – Prodeia, que possibilita à empresa obter isenção de impostos municipais e taxas de licença por um prazo entre 5 e 15 anos, ou facilidades na negociação da área pretendida nos 5 distritos industriais. Os critérios adotados são: valor do investimento, número de empregos, faturamento médio anual previsto no segundo ano de funcionamento, procedência da matéria-prima, destino do produto final.
 
Fontes consultadas: Fundação SEADE • Investimentos.SP - 2008