HOME | Principais Cidades de São Paulo | Regiões e Cidades | Turismo e Cultura | Mapas Temáticos | Artigos | Mapa do Site
 
  Araçatuba: A capital do boi gordo
 
 
Para saber mais sobre a cidade
e outras conveniências:
Distância da capital: 530 km
A cidade
Números
Como chegar
Distância entre as cidade da região
Mapas Temáticos - Índice

 

 

Araçatuba situa-se na região oeste do Estado, a 530 km da capital, e relativamente próxima a outros importantes centros regionais, como Marília (138 km), São José do Rio Preto (141 km), Bauru (179 km) e Presidente Prudente (200 km).

O município beneficia-se da multimodalidade no transporte de mercadorias. É cortado pela SP-300 Rodovia Marechal Cândido Rondon (duplicada), que, num sentido, liga Araçatuba à capital paulista e, no outro, ao Estado do Mato Grosso do Sul (Campo Grande). Também há acesso por outras estradas, como SP-463 Rodovia Dr. Elyeser Montenegro Magalhães, SP-425 Rodovia Assis Chateaubriand e Rodovia Teotônio Vilela.

Localizada no centro geográfico da Hidrovia Tietê-Paraná, Araçatuba possui um dos maiores terminais hidroviários construídos pela Cesp, o Porto Fluvial Pio Prado, junto ao qual foi implantado o Distrito Industrial Parque Portuário, onde se instalou o Estaleiro Belconav, que contribuiu para diversificar o tipo de empresas sediadas em Araçatuba. Produzindo barcaças para a Companhia Nacional de Navegação – CNA, que movimenta cargas graneleiras (em especial soja) pelo Rio Tietê, a Belconav atraiu indústrias moageiras, como a Granol (grãos e óleos vegetais).

Araçatuba é servida pela linha tronco Bauru – Corumbá – Bolívia, antigo ramal da Rede Ferroviária Federal e primeiro trecho privatizado no país, em favor do grupo Novoeste. Araçatuba é rota obrigatória de cargas para o Mato Grosso do Sul e Bolívia. Pela Novoeste partem, com destino à Bolívia, cerca de 144 mil ton/ano de produtos siderúrgicos, vergalhões, polietileno, máquinas e equipamentos agrícolas. Já as mercadorias que precisam ser transportadas pela Fepasa para exportação via Porto de Santos (soja, milho, farelo e trigo), que chegam a 35 mil toneladas, são recarregadas em Bauru.


O Aeroporto Regional de Araçatuba, com pista de 2.100 m, permite vôos diários para São Paulo e Cuiabá, no Mato Grosso. Há, ainda, o Aeródromo Orgabil, privado, com pista pavimentada de 800 m, além de oficina para aeronaves pequenas e serviço de abastecimento. O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, dista 428 km de Araçatuba e o Porto de Santos, 600 km.


A empresa Gás Brasiliano concluiu a instalação, em Araçatuba, de uma rede de ramais do Gasoduto Brasil-Bolívia, para fornecimento de gás natural. De início, será atendida apenas a demanda da indústria e do comércio, o que deverá atrair grande número de empresas interessadas em utilizar o combustível. O município também possui conexão com a capital paulista por meio de rede de fibra óptica.

Araçatuba é conhecida como a Capital do Boi Gordo, pelo fato de a cotação nacional do boi gordo (fase de abate) ser estabelecida na Praça Rui Barbosa, "Praça do Boi", onde se reúnem diariamente alguns dos maiores pecuaristas brasileiros, responsáveis por cerca de 30% do rebanho do país. São movimentados, anualmente, milhões de dólares com a comercialização de animais de corte e reprodutores. Um fazendeiro local foi o pioneiro na importação de gado nelore da Índia e, hoje, o município produz o melhor nelore brasileiro e é o segundo maior centro de comercialização da raça. A Central VR desenvolve pesquisas de melhoria genética e mantém um banco de sêmen bovino que atrai criadores do Brasil e do mundo pela qualidade da linhagem dos animais. Os principais frigoríficos possuem escritórios em Araçatuba para comprar e cotar preços.

A produção leiteira anual da região é de 25 milhões de litros, que abastecem até grandes indústrias, como o caso da Nestlé.

As terras férteis de Araçatuba favorecem a vocação para os agronegócios. Além da pecuária bovina e, mais recentemente, da criação de carneiros e avestruzes, destacam-se as culturas do milho, arroz, soja, feijão e tomate, distribuídas em várias regiões do Estado, e a produção sucroalcooleira das duas destilarias, a Alcoolazul e a Destilaria do Vale do Tietê – Destivale.

Os sete distritos industriais da cidade – Alexandre Biagi, Maria Isabel P. Almeida Prado, Distrito Industrial de Grandes Resíduos (2º Distrito), Parque Antonio Xavier Couto, Distrito Industrial de Araçatuba de Pequenos e Leves Resíduos (1º Distrito), Distrito Industrial de Grandes Resíduos e Parque Portuário do Porto Fluvial de Araçatuba (Porto Pio Prado) – ocupam, juntos, mais de 2,6 milhões m2, abrigando indústrias de diversos portes, ligadas aos setores metalúrgico, farmacêutico, de refrigeração, artigos de couro, confecções, móveis, cerâmica e artefatos de cimento, entre outras. Parte dessa produção destina-se à exportação, como medicamentos, fios cirúrgicos, sapatos, couro, formas para sorvetes, produtos metalúrgicos, etc.

As principais empresas de Araçatuba são: Adafrigo (frigorífico), Ataforma, APA, Apothicário, Art Ferro, Calçopé, VR, Centaurea, Color Visão, Nestlé, Couromax, Copel, Confecções Jundi, Concrebrás, Conscape , Concreto Engemix, Crisfer Construtora, Curtume Araçatuba, Destilaria Alcooazul, Destivale, Everest, Estaleiro Belconav, Faganello Empreendimentos, Fercon, FS Ferraz, Hospimetal, Refrigeração Gelux, IMF, Kulotty, Luciomed, Madine, Móveis Hipólito, Parmalat, Samech, Sima Construtora, Tandem, Teniscord, Torrinhos Confecções, WS, ZBN. Existe uma incubadora de empresas, em fase de implantação, mantida pela prefeitura em parceria com a Fiesp/Ciesp – Federação das Indústrias doEstado de São Paulo/Centro das Indústrias do Estado de São Paulo.

 

Os dois centros de compra – Araçatuba Shopping Center, com 96 lojas, e Multishopping (em fase de ampliação), com 46 lojas e salão para eventos – atendem não apenas à população local, mas também consumidores de outras cidades da região.

Oportunidades no setor de turismo vêm atraindo para Araçatuba grande número de investidores, inclusive de países do Mercosul. Com um clima quente (temperatura média de 30ºC), o município é ocupado por áreas verdes numa extensão de 3,7 milhões m2. A maior atração local são os esportes náuticos e áreas de lazer à beira do Rio Tietê, com destaque para o passeio de escuna, no Recanto Santa Fé.

Outros pontos turísticos também proporcionam diversão aos visitantes: Fazenda Aravestruz, especializada na criação do avestruz; Parque Ecológico Baguaçu, onde se desenvolvem trabalhos para recuperação de mata ciliar do Ribeirão Baguaçu, com passeios na mata, biblioteca, minhocário e herbário de plantas medicinais; Zoológico Municipal Dr. Flavio L. Ribeiro; Jardim Botânico Água Branca, com pesque-pague, quatro lagos e quiosques; Museu Histórico e Pedagógico Rondon; Praça do Boi; Catedral Nossa Senhora Aparecida; Templo Budista Nambei Honganji, em madeira entalhada; Universidade Aberta da Terceira Idade, instalada em um conjunto restaurado de edificações do início do século XX, Vila dos Pescadores; Parada do Pescador; Estádio Dr. Ademar de Barros e Ginásio de Esportes Dr. Plácido Rocha, onde se realizam jogos pelo Campeonato Paulista de Futebol e de Basquete; Chácara Zebulândia, centro pioneiro de inseminação artificial no Brasil; Pesque e Pague Lago Azul; Recanto da Pesca e Recanto do Engenho, com vôos de ultraleve.

Diversos clubes recreativos – a maioria com quadras, piscinas, sauna, quiosques para churrasqueiras, campos de futebol – proporcionam lazer à população e permitem a prática de vários esportes. São eles: Clube de Campo do Corinthians de Ata, Esporte Clube Corinthians de Araçatuba, Clube do Ipê, Araçatuba Clube de Campo, Associação Atlética Banco do Brasil, Associação Desportiva da Polícia Militar, Centro do Professorado Paulista, Clube dos Advogados da Região, Clube dos Bancários de Araçatuba, Balneário Termas da Noroeste e outros dois – Parque Náutico do Veleiro e Yatch Clube – instalados às margens do Rio Tietê, que possuem praia e marina.

Além disso, ao longo de todo o ano, são realizados muitos eventos comerciais e culturais (feiras, concursos, festas típicas), destacando-se a Exposição Agropecuária de Araçatuba, promovida, em julho, pelo Sindicato Rural da Alta Noroeste – Siran.

Existem vários hotéis que oferecem bom nível de conforto, dispondo alguns de instalações para eventos e convenções. Encontram-se em fase de implantação novos empreendimentos hoteleiros, condomínios residenciais e outro espaço de lazer para a população, o parque temático e aquático Beto Carrero World.

Araçatuba também é um centro de referência de ensino. Mais de oito mil alunos estão matriculados nos seis estabelecimentos de nível superior do município: campus da Universidade Estadual Paulista Julio Mesquita Filho – Unesp, com Odontologia e Veterinária; Faculdades Integradas Toledo, com Direito, Hotelaria, Comércio Exterior e mais 11 cursos; Universidade Paulista – Unip, que oferece dez cursos, inclusive Odontologia, Farmácia e Fisioterapia; Instituto de Ensino Superior Thathi, com quatro cursos, um deles Engenharia da Computação; Missão Salesiana de Mato Grosso, com quatro cursos, inclusive Engenharia em Telecomunicações; e Fundação Educacional Araçatuba – FEA, com seis cursos, entre os quais Comércio Exterior e Turismo. Na Unesp, são desenvolvidas pesquisas sobre novos medicamentos, materiais odontológicos, etc. Outras duas escolas oferecem apenas pós-graduação: campus Fundação Getúlio Vargas – FGV, com MBA em cinco áreas, inclusive Agribusiness; e três cursos da Usinas e Destilarias do Oeste Paulista – Udop Sociedade dos Técnicos Açucareiros e Alcooleiros do Brasil – Stab. Há, ainda, duas escolas técnicas de ensino médio e unidades locais do Senai e Senac, com ensino profissionalizante em diversas áreas.

A cidade conta com seis hospitais: Hospital Santa Maria, Hospital Unimed, Santa Casa de Misericórdia, Hospital Psiquiátrico Benedita Fernandes, Maternidade Municipal e Hospital de Ortopedia Sant'Ana, além de 12 clínicas especializadas. Está sendo implantado um Hemonúcleo.

A cidade dispõe de quatro condomínios residenciais de alto padrão: Condomínio Habiana, Parque dos Araçás, Paquetá e Ventura, os dois últimos localizados às margens do Rio Tietê. Também está sendo construído o Condomínio Torres Homem, na Rodovia Marechal Rondon.

A rede de abastecimento de água e de coleta de esgotos atende a 100% da população. Parte desses serviços, assim como o transporte coletivo urbano e a coleta de lixo do município, é operada por empresas privadas.

Há várias emissoras de televisão (TV Progresso/TV Globo, TVI/SBT, TV Bandeirantes, TV Record, TV Cultura,TV Birigüi Sabioni, Rede TV, CNT, Rede Vida, TV Gazeta, MTV), além de quatro provedores de acesso à Internet (Bol, Uol, Terra, Ig, Aol), quatro jornais impressos, três rádios AM e duas FM.

 
Fontes consultadas: Fundação SEADE • Investimentos.SP - 2008